Confiram nesta entrevista, a origem da Expedição Brasil Cristalino. Falamos de viagens, roteiros, pesca sub, vida a bordo e é claro peixes!

Esta técnica usada inicialmente pelos polinésios, consiste em ancorar bóias/folhas de palmeiras ou qualquer outra estrutura que dê abrigo, proteção e sombra aos pequenos peixes e outros animais que vagam na imensidão dos Oceanos. Com o passar do tempo algas, moluscos e outros organismos marinhos se acumulam nas estruturas flutuantes, atraindo ainda mais vida em um crescente que culmina com a chegada dos predadores topo de cadeia, os cobiçados peixes pelágicos, como o dourado, o wahoo, o marlin e até os atuns. 

 

Nesta pescaria mostramos uma nova perspectiva, através de uma câmera Go Pro presa a uma haste de alumínio e desta forma pudemos capturar ângulos que somente seriam possíveis por meio de um segundo mergulhador filmando. Ainda conseguimos capturar um belo dentão, aqui conhecido como Pargo Amarillo.

 

 

 

Sorteamos um pacote completo de Pesca Sub, o ganhador João Gomes pescará conosco aqui no Mar de Cortez, México. 

Primeiro Episódio semanal sobre nossas aventuras, vivemos a bordo do Brasil Cristalino, praticando a pesca subaquática e vivendo de maneira saudável, atualmente estamos em La Paz, Baja California Sul, Mexico.  

Estamos na California, Estados Unidos, em um dos países que possuem um dos melhores sistemas de manejo de recursos pesqueiros e ambientais do planeta. Por coincidência, ou não, estamos hospedados na casa de amigos que conhecemos na Costa Rica, que também viajam pelo Mundo e nossa amiga Carolyn é professora de Oceanografia.

Essa era a minha chance de entender um pouco melhor como eles conseguem ter um sistema eficiente de manejo dos recursos naturais/pesqueiros e foi essa a primeira pergunta que eu fiz a ela:

 "Como são feitas as leis que regulam a utilização de determinado recurso pesqueiro, ou, de maneira mais simples, como é que os Estados Unidos ou o Estado da California proíbem ou não a pesca de determinado peixe em determinada época ou fora de certo tamanho?"